5 coisas que você não sabia sobre moda fair trade

moda etica fair trade

18/02/2016 • Moda Consciente

Share Button

Transformar a indústria da moda com práticas mais éticas é uma tarefa que ainda pode demorar um tempo para se tonar comum, mas engajar ações de responsabilidade social dentro das marcas pode proteger e melhorar a vida das pessoas e do planeta com ações atuais já é uma realidade. Esse papo ainda não está totalmente desenvolvido dentro da maioria das marcas, mas alguns consumidores – mais conscientes – já estão demandando atitudes mais assertivas e concretas das indústrias produtoras de moda para que isso aconteça. O comércio justo aparece como uma alternativa às formas tradicionais de mercado e tenta estabelecer novos padrões de conduta justos a todos.

Uma das formas de se assegurar de que as peças compradas são produzidas de forma consciente, humanizada e responsável é procurar pelos certificados de Fair Trade, que contribuem para o desenvolvimento sustentável ao proporcionar melhores condições de troca e a garantia dos direitos para produtores e trabalhadores.

Esta organização internacional não governamental, Fair Trade, ajuda a certificar empresas que cumprem alguns requisitos sustentáveis para que tenham o selo de Comércio Justo. No site também é possível verificar onde é possível comprar e vender peças dentro dessa categoria.

Dá só uma olhada quais benefícios o Fair Trade traz às pessoas envolvidas:

1. Roupas produzidas dentro do Fair Trade pagam justamente seus produtores;
2. O Fair Trade leva empoderamento às mulheres produtoras das roupas em países subdesenvolvidos;
3. Além de melhorar a qualidade de vida dos produtores, o Fair Trade protege o planeta assegurando medidas sustentáveis;
4. As fábricas dentro do Fair Trade protegem seus funcionários e por isso a rotatividade dentro delas é menor;
5. A moda agindo como um importante agente social.

No Brasil, o Sebrae listou as qualificações necessárias para uma empresa brasileira poder ser considerada dentro do Fair Trade:

1. Transparência e corresponsabilidade na gestão da cadeia produtiva e comercial;
2. Relação de longo prazo que ofereça treinamento e apoio aos produtores e acesso às informações do mercado;
3. Pagamento de preço justo no recebimento do produto, além de um bônus que deve beneficiar toda a comunidade, e de financiamento da produção ou do plantio, ou a antecipação do pagamento da safra, quando necessário;
4. Organização democrática dos produtores em cooperativas ou associações;
5. Respeito à legislação e às normas (por exemplo, trabalhistas) nacionais e internacionais;
6. O ambiente de trabalho deve ser seguro e as crianças devem frequentar a escola;
7. O meio ambiente deve ser respeitado.

One Response to 5 coisas que você não sabia sobre moda fair trade

Deixe uma resposta