Moda orgânica e moda eco: entenda a diferença e órgãos certificadores

Moda orgânica e moda eco: entenda a diferença e órgãos certificadores

23/02/2017 • Moda Sustentável

Share Button

Moda orgânica refere-se a roupas e acessórios que foram feitos com um uso mínimo de produtos químicos e impacto limitado sobre o meio ambiente.

Um dos maiores órgãos de certificação orgânica do mundo é a Soil Association, do Reino Unido, que fiscaliza desde o processamento até a fabricação de têxteis orgânicos.

Se uma peça de vestuário completo é referido como orgânico, então ele deve levar um selo de certificação e isso significa que o tecido e todos os seus acessórios e acabamentos foram avaliados. Mesmo com roupas orgânicas certificadas no entanto, uma pequena percentagem de produtos não orgânicos são permitidos e confusamente, a proporção de materiais não orgânicos permitidos dentro de um “vestuário orgânico” varia entre os organismos de certificação.

Por exemplo, uma peça de vestuário pode ter sido feita partir de algodão orgânico e não ser uma “peça orgânica”, isto significa que o algodão utilizado foi produzido sem produtos químicos nocivos, pesticidas ou corantes tóxicos e foi certificado, mas os acessórios que compõe a peça, como botões, zíperes, tecidos de acabamento não foram certificados.

Mesmo com roupas orgânicas certificadas no entanto, uma pequena percentagem de produtos não orgânicos são permitidos e confusamente, a proporção de materiais não orgânicos permitidos dentro de um “vestuário orgânico” varia entre os organismos de certificação. A Soil Association, por exemplo, tem algumas das regras mais rigorosas com apenas 5% de materiais não orgânicos, incluindo acessórios sendo permitidos.

Moda eco, ou ecológica, é um termo mais amplo usado para todas as roupas, tecidos e acessórios que foram fabricados de uma forma ambientalmente consciente.

Vestuário orgânico e reciclado, bem como roupas feitas usando a vasta gama de tecidos ecológicos agora disponíveis, todos vêm sob o guarda-chuva da moda ecológica. A evolução tecnológica no sector têxtil agora significa que os têxteis ecológicos tornaram-se uma alternativa viável aos tecidos convencionais.

 

Outras certificações para te ajudar:

Global Organic Textile Standards (GOTS) – Normas Globais de Tecidos Orgânicos, órgão que é o resultado da junção de várias certificações, com o intuito de melhorar a normatização e esclarecimento quanto ao produto de moda orgânico.

Oeko-Tex Standard 100 – Esta norma avalia o uso e manuseio de produtos químicos, uso e disposição de água, produção de ar de exaustão, geração de poeira e ruído, uso de energia, condições gerais de local de trabalho e exige um sistema de gerenciamento ambiental. O padrão Oeko-tex 100 é agora obrigatório em vários países europeus.

Ecolabel Européia para Produtos Têxteis - A certificação avalia a utilização limitada de substâncias nocivas para o ambiente, substâncias nocivas para a saúde, poluição reduzida da água e do ar, resistência ao encolhimento e cor.

 

Imagem destaque: reprodução via

Deixe uma resposta